Os Inimigos do Cristão

Os inimigos do Cristão

Os Inimigos do Cristão

INTRODUÇÃO

A batalha espiritual é uma realidade. A luta de todo aquele que serve ao Senhor Deus, é contra o pecado, que pode ser uma tentação do diabo, do mundo ou da própria carne.

I. TEXTO BÍBLICO

(Romanos 6)

V, 11 – Assim também vós considerai-vos como mortos para o pecado, mas vivos para Deus, em Cristo Jesus, nosso Senhor.

V, 12 – Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para lhe obedecerdes em suas concupiscências;

V, 13 – nem tampouco apresenteis os vossos membros ao pecado por instrumentos de iniquidade; mas apresentai-vos a Deus, como vivos dentre mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça.

V, 14 – Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça.

(1 João 2)

V, 15 – Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele.

V, 16 – Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo.

V, 17 – E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre.

Neste artigo você estudará sobre:

II. O DIABO É UM  INIMIGO FERRENHO

(Tiago 4).

Segundo o Pastor Ezequias Soares, o capítulo 4 deste livro apresenta um estudo sobre a origem, a natureza e as ações de Satanás e seus correligionários, os demônios, de modo que não há necessidade de descrevê-los aqui. O objetivo deste capítulo é mostrar e explicar como resistir o diabo para que ele se afaste cada vez mais de nós. O Senhor Jesus provou na tentação do deserto que o diabo não é invencível, desde que se resista a ele com a Palavra de Deus.

Veja que Jesus resistiu às três últimas investidas do diabo no deserto com um “está escrito” que não deu chance alguma ao Maligno, de modo que “o diabo o deixou” (Mt 4.11). O relato de Lucas afirma que o diabo se ausentou de Jesus temporariamente: “E, acabando o diabo toda a tentação, ausentou-se dele por algum tempo” (Lc 4.13). Quando os crentes se revestem do Senhor Jesus e da força do seu poder contra as astutas ciladas do diabo (Ef 6.10, 11), devem depois de tudo isso “ficar firmes” (v. 13).

Isso porque o diabo volta a atacar. Mesmo depois de derrotado no deserto, o diabo continuou insistindo; o Novo Testamento conta que Jesus foi tentado não somente nos quarenta dias imediatamente após o batismo no rio Jordão, mas durante todos os dias do seu ministério (Lc 22.28; Hb 4.15).

Artigo Relacionado  A Mordomia das Finanças

Isso mostra que Satanás é persistente no ataque, e na vida cristã não é diferente. O fato de ele fugir de nós pela nossa resistência não significa que a vitória seja definitiva, por essa razão devemos estar atentos em todo o tempo.

OBS:  BÍBLICO-TEOLÓGICO

“DEMÔNIOS. […] Os demônios são seres que têm personalidade e inteligência. Como membros do reino de Satanás (veja Mt 12.26), eles fazem parte de um império maligno altamente organizado, que tem autoridade sobre ‘as potestades do ar’ (Ef 2.2). Como agentes da promulgação dos propósitos de Satanás, os demônios são inimigos de Deus e dos seres humanos (Mt 12.43-45). Os espíritos demoníacos são completamente malignos, mal-intencionados, e estão sob a autoridade de Satanás (veja Mt 4.10,).

A fim de vencer os esquemas e as tentações de Satanás e suas forças demoníacas, os cristãos devem travar uma contínua guerra espiritual contra eles (Ef 6.12). […] Os demônios podem causar enfermidades e doenças físicas ao corpo humano (Mt 9.32-33; 12.22; 17.14-18; Mc 9.20-22; Lc 13.11,16), embora não possa ser afirmado, de maneira nenhuma, que toda doença e enfermidade sejam resultado de espíritos malignos (Mt 4.24; Lc 5.12-13” ( Bíblia de Estudo Pentecostal Edição Global. Rio de Janeiro: CPAD, 2022, p.1707).

III. UMA GUERRA INTERNA

1 – A luta do cristão contra a carne:

Em nossa guerra interna a nossa carne é o nosso inimigo. Não subestime a sua carne! O apóstolo Paulo descreve bem essa maldade que está dentro de todos nós e no fim do capítulo 7 ele declara: “Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem nenhum, pois o querer o bem está em mim; não, porém, o efetuá-lo” (Romanos 7:18).

Esse não é uma característica específica de Paulo. Todos nós somos totalmente corruptos! Em nossa carne não habita bem algum! Tal é essa guerra que vemos em 2 Coríntios a descrição das fortalezas, da altivez e dos sofismas: “Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas sim poderosas em Deus para destruição das fortalezas; Destruindo os conselhos, e toda a altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo o entendimento à obediência de Cristo” (2 Coríntios 10:4-5).

A carne é inimiga do Espírito e por consequência se opõe ferrenhamente a Deus e a sua obra. O resultado são as fortalezas, conselhos e altivez. A carne utiliza de todos os meios disponíveis para obscurecer o conhecimento de Deus aos homens. E o diabo, utilizando-se dessa ferramenta, estabelece as fortalezas.

2 – A nossa carne é tão terrível e pecaminosa! Como vencê-la?

Artigo Relacionado  Jesus Sumo Sacerdote de uma Ordem Superior

“Digo, porém: andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne” (Gálatas 5:16). A única forma de vencer a carne é através de um viver diário no Espírito. Essa é uma luta que deve ser travada e vencida todos os dias. Todos os dias devemos nos oferecer como ovelhas mudas diante de nossos tosquiadores. Negar nossas vontades, desejos, sonhos e escolhas para que a sublimidade da vida de Deus habite em nossa vida.

E isso só será possível se nos esforçarmos dia a dia a voltarmos ao nosso espírito em todo o tempo em oração para termos comunhão com Jesus. Assim toda fortaleza, altivez e conselhos serão destruídos pela poderosa mão do Senhor! Glória a Deus que nos concedeu seu filho Jesus totalmente suficiente para vencer a nossa carne!   http://www.blogcomcristo.com/2013/04/a-armadura-de-deus-parte-1.html

OBS:  ARGUMENTO BÍBLICO TEOLÓGICO

Os Atos da Natureza Pecaminosa e o Fruto do Espírito – modo de vida dos crentes cheios do Espírito Santo (isto é, aqueles que têm o Espírito de Deus vivendo neles, Jo 3.5; Rm 8.9; 1 Co 6.19; 2 Co 1.22; 1 Jo 4.13) e o das pessoas ainda controladas pela sua natureza, que Gl 5.16-26. Paulo comenta as diferenças gerais dos modos de vida, enfatizando que o Espírito de Deus está em guerra contra a natureza humana pecadora.

Paulo também incluía uma lista específica tanto dos atos da natureza pecaminosa (isto é, rebelde e desafiadora a Deus), como os frutos (isto é, os traços de caráter, os efeitos) do Espírito. A ‘natureza pecaminosa’, ou a ‘carne’ (gr. sarx), indica a natureza humana com os seus desejos corruptos e a sua tendência de desafiar a Deus e seguir o seu próprio caminho. […] Os que seguem as tendências e os comportamentos da natureza pecaminosa não podem fazer parte do reino de Deus (Gl 5.21).

Por esse motivo, é preciso resistir a esta natureza pecaminosa e matá-la, espiritualmente, por meio de uma contínua batalha espiritual que os cristãos devem travar e vencer pelo poder do Espírito Santo […]” ( Bíblia de Estudo Pentecostal Edição Global. Rio de Janeiro: CPAD, 2022, p.2166).

IV. UMA GUERRA EXTERNA

1 – A luta do cristão contra o mundo

“Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se vier a perder-se oucausar dano a si mesmo?” (Lc.9:25).

À medida que amamos ou valorizamos o mundo nos tornamos inimigos de Deus .“Infiéis, não compreendeis que a amizade do mundo é inimiga de Deus? Aqueleque quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus.” Tg.4:4 .O mundo é um canal de tentação e provação. Na sua oposição à Deus, o mundomantém-se sempre debaixo da condenação divina. (Jo. 9:39)O mundo é o local onde os poderes demoníacos se manifestam, mas também é olocal onde a redenção de Deus se realiza.1.

Artigo Relacionado  A Santíssima Trindade um só Deus em Três Pessoas

Jesus disse : “…não conhecemaquele que me enviou. (Jo.15:21) O mundo só ouve os que são seus. (I Jo. 4:5)Jesus queria que o mundo soubesse que Ele amava o Pai e fazia tudo o que o Pailhe ordenara . (Jo.14:31)2.

Quanto ao amor, o mundo falha

  • O mundo odeia os filhos de Deus (Jo.15:19).

O mundo passa – disse Jesus : “Ora o mundo passa , bem como a suaconcupiscência; aquele , porém , que faz a vontade de Deus permaneceeternamente”(I Jo.2: 17)

  • O mundo jaz no maligno.

(I Jo.5:19).

  • O mundo é vencido por Jesus

(Jo16:33 I Jo. 5:4s).“Não ameis o mundo nem as coisas que há no mundo. Se alguém amar o mundo, oamor do Pai não está nele; (I Jo.2:15) Não devemos amar as coisas que estão no mundo.(Jo12:25)

2 – As pessoas mundanas aparecem por algum tempo na igreja com os demais crentes.

– Identificam-se com o povo de Deus, e mostram até sinais de crescimento, mas nunca produzem fruto espiritual. Estas pessoas não se comprometem, e estão sempre preocupadas com os prazeres do mundo, dinheiro, trabalho, fama, prosperidade ou comos desejos da carne.Dizem-se crentes, mas não se preocupam nem um pouco em viver um vida pura. Tais pessoas podem ter o desejo de receber a Cristo como Salvador, mas não o farão, se issosignificar elas terem de abandonar o mundo. Isso não é salvação. Jesus disse : “Não podeis servir a Deus e às riquezas”( Mt.6:24).

3 – Vitória sobre o mundo

– O mundo de acordo com o novo Testamento, é um sistema que pensa e age de acordocom os alvos de Satanás, por isso para vencê-lo é imprescindível levar a sério alguns princípios bíblicos:1.Não seguirás a multidão para fazer o mal. (Ex.23:2) Curvamo-nos facilmenteante o argumento de que “todos estão fazendo”, quando devíamos estar noscurvando diante da vontade de Deus expressa em sua palavra.

“ E não vos conformeis com este século…” (Rm.12:2) Precisamos tomar a decisão deevitar o conformar-se com a cultura pagã do secularismo. “….guarda-te, não te enlacescom imitá-los…” (Dt.12:29-30) Não poderemos Ter vitória sobre o mundo, a menosque, deixemos de imitar os habitantes da terra .

CONCLUSÃO

Cada vez que vencemos estes inimigos, nos qualificamos para vitória em níveis cada vez mais elevados. E quanto mais vencemos estas ofensivas e tentativas de sermos demovidos do caminho, mais somos qualificados por Deus como guerreiros para lutar em níveis estratégicos, porque já conquistamos vitória no primeiro nível, que é da batalha pessoal. Jesus espera que sejamos vencedores. “Ao vencedor dar-lhe-ei asssentar-se comigo no meu trono , assim como eu venci…”(Ap.3:21)

 

Bibliografia

– Bíblia de Estudos Conselheira A.R.A

– Dicionário Online

– Apontamentos do Autor

https://pt.scribd.com/doc/126832618/Estudo-Vencendo-a-Carne-o-Mundo-e-o-Diabo

http://www.blogcomcristo.com/2013/04/a-armadura-de-deus-parte-1.html

( Bíblia de Estudo Pentecostal Edição Global. Rio de Janeiro: CPAD, 2022, p.2166).

Sobre

Categorias

Categorias

Extras

No Portal você encontrará Comentários da EBD, Resumo de Livros e Esboços para Sermões

Subsídios para EBD
Sermões Bíblicos
Resumo de Livros

Dicas de Leitura
Subsídio para Missão

Aprenda Mais

Copyright © 2023 CTEC Vida Cristã. Todos os direitos reservados.