A Mordomia da Alma e do Espírito

A mordomia da Alma e do Espírito

A Mordomia da Alma e do Espírito

 Na mordomia cristã, os constituintes material imaterial da pessoa do cristão são administrados de modo a abençoar o crente e a glorificar a Deus.

Texto Bíblico (Gálatas 5.16-22,25)

Teorias Acerca da origem do Homem

Na era em que estamos vivendo, a cada dia, o homem tem procurado com sutilezas se distanciar de seu criador enganando a própria consciência de que existe um ser supremo e que é capaz de fazer tudo aquilo que lhe apraz.

São inúmeras as teorias que são contrárias aos ensinamentos bíblicos quando se trata da criação do homem, mas por questão de espaço, vamos apresentar somente algumas para nossa compreensão.

1 – Humanismo Científico

A Biologia, Psicologia e Medicina são as fontes de informações para os adeptos dessa teoria, sobre a natureza e origem do homem.

Para esta escola de pensamento, o homem é um produto evolucionário da natureza, sem a menor possibilidade de imortalidade. Esta teoria não poupa o temor quando diz que o homem é o centro de tudo e exclui Deus e a sua própria palavra.

Ainda segundo  essa filosofia, que inclui a tradição dos homens, tradição esta que Paulo advertiu os crentes em Colossos para não se prenderem a tal ensino, nega a existência de Deus como pessoa e infinito e diz ser o próprio homem “deus” com capacidade de melhorar e evolui através da educação, redistribuição econômica, psicologia moderna ou sabedoria humana.

O humanismo é relativista, pois crê que padrões morais não são absolutos, e sim relativos e determinados por aquilo que faz as pessoas sentirem-se felizes… Ensina que o homem não deve ficar preso a ideia de Deus (RENOVATO, Elinaldo, Colossenses. RJ: CPAD, 2004, série comentário Bíblico., p. 90-1).

2 –  Filosofia Materialista

Certa vez, um homem por nome Sigmund Freud, filósofo e psicanalista inventou de dizer que era ateu trazendo a ideia de que o homem, em sua vida biológica e psicológica, teve como base a formação de sua personalidade e seus instintos naturais.

Ainda afirma ele, que coisas como  sexo, fome, sede, segurança e prazer, são pressões que determinam as ações e padrões da personalidade do homem.

No conceito de Freud, a natureza do homem não se relaciona com o sobrenatural, no caso, Deus. Ainda insiste argumentando que uma relação do criador com o ser humano é inexistentes, pois o mesmo vê o homem como uma criatura egocêntrica, voltada apenas para as suas necessidades, sem qualquer comunhão com o ser supremo e que após a morte, tudo passa a não existir.

3 – Evolucionista

Esta teoria por sua vez apresenta o homem como um ser que evolui de uma ordem inferior, no mundo animal. Ensina que essa evolução resultou de sucessivas alterações nas formas materiais, devido às forças latentes que existem na matéria.

Vamos vê o que é que a bíblia diz sobre isto:

(1) A origem do homem é fruto de um ato criativo de Deus;

(2) o ser físico do homem também é resultado de um ato criativo de Deus que utilizou a matéria existente “afar” (hebraico), que significa “pó da terra”;

(3) o homem, hoje, tem a mesma estrutura física e espiritual desde o dia em que foi criado;

(4) o homem foi tirado da terra e está destinado a ela, depois da morte (Ec 3:20);

(5) o homem não é evolução natural da terra, pois ele foi “plasmado”. Então todas as coisas criadas permanecem na mesma estrutura original sendo o homem, homem, macaco, macaco, vaca, vaca, cachorro, cachorro e assim por diante.

4 –  Criacionismo Bíblico

É a doutrina pelo qual Deus criou, por intermédio da sua palavra, tudo quanto existe: os céus, a terra, os reinos vegetais, animais e minerais. E finalmente o ser humano (Hb 11:3).

O criacionismo está fundamentado na bíblia sagrada, na manifestação silenciosa da natureza e nas observações e estudos que dela fazemos (Rm 1:20; Sl 119:1-6).

Também, o criacionismo faz declaração, acerca da criação, de forma tríplice:

(1) Declara que Deus é o único criador de todas as coisas existentes;

(2) Declara que, por criar tudo quanto existe tudo lhe pertence;

(3) Impulsiona-nos a verdadeira adoração reverenciando-o como autor da criação (Hino 124 da harpa cristã, CPAD).

A Tricotomia

O homem é um ser tricótomo, isto é, possui corpo, alma e espírito, apesar da existência de uma teoria que acredita na dicotomia do homem, ou seja, corpo, alma ou espírito.

O termo “tricotomia” quer dizer, aquilo que é divide em três, ou que se divide em três tomos. Contrariando aqueles que defendem a dicotomia, a tricotomia refere-se às três partes do ser do homem, a saber: corpo, alma e espírito.

O ponto de vista tricótomo aponta que o homem é uma triunidade composta e inseparável, podendo causar uma separação do corpo e sua parte imaterial  somente no  caso de morte física (Ec 12:7).

Artigo Relacionado  Atributos da unidade da Fé - humildade mansidão e longanimidade

1 – O corpo

É a parte inferior do homem que se constitui de elementos químicos da terra, como oxigênio, cálcio, fósforo, potássio, enxofre, cobre, zinco, e outros elementos de proporções menores.

Porém o corpo não terá valor se não estiver coberto da bênção Divina mesmo contando com esses produtos.

2 – A alma

A alma é uma entidade espiritual, incorpórea, que pode existir dentro de um corpo ou fora dele. A alma é um espírito que habita um corpo, ou nele tem estado, como as almas dos que tinham sido mortos por causa da Palavra de Deus e pelo testemunho de Jesus Cristo (Ap. 6.9).

Pelo que se sabe o corpo sem a alma é inerte. A mesma precisa dele para expressar sua vida funcional e racional. A expressão “alma” aparece nos originais (hebraico) como “NEPHESH”, para o Antigo Testamento, mas já no caso do grego, para o Novo Testamento, a expressão é “PSIQUÊ”.

Desde tempos remotos da igreja o assunto da alma não deixa de ser, para muitos, um pouco intrigante, mas precisamos destacar alguns deles e compará-los com os textos bíblicos, por exemplo:

Criacionismo

Por sua vez o criacionismo ensina que Deus cria uma nova alma para cada indivíduo (nesse caso a alma é individual), e direciona ao corpo da pessoa em algum momento entre a concepção e o nascimento (Sl 127; 139:13; Is 42:5; Zc 12:1; Hb 12:9).

Traducionalismo

Já esta teoria argumenta que a alma e o corpo da criança são herdados dos pais no momento da concepção.

Pré-existencialismo

Define um princípio eterno da alma sob o argumento de que as almas das pessoas existem no céu muito antes dos corpos serem concebidos no ventre das mães, e que Deus depois traz a alma a terra, unindo-a ao corpo do bebê enquanto ele se desenvolve no útero.

Observação: Alma – do Lat. anima  s. f.,   parte incorpórea, imaterial do ser humano; princípio da vida; conjunto das faculdades intelectuais e morais do homem; Alguns entendem como espírito; pessoa;   a vida; a existência; motor principal; agente; entusiasmo; paixão; animação; caráter; índole; consciência; sentimento; coração; generosidade. Alma = Centro da vontade, desejos, sentimentos. O ser humano possui uma alma, mora em um corpo e é espiritual, quando crente.

A alma é quem comanda o ser humano, ou para DEUS ou para Satanás. (“A alma que pecar esta morrerá”) Só DEUS pode criar a alma. Alma tem sede de DEUS porque veio de DEUS. Só podemos amar se a alma permitir, só podemos amar a DEUS se alma estiver em harmonia com o espírito. Amar –  do Lat. amare v. tr.,  ter amor a;gostar muito de; desejar; escolher; apreciar; preferir; estar apaixonado.

 3 – O espírito

Na Bíblia, a palavra espírito deve ser interpretada dentro do seu contexto para que seja entendido o seu real significado (Mt 27.50; Lc 8.55; 24.39; Jó 12.10; 32.8; 1 Co 14.15 e Is 26.9).

Dentro de nossas traduções bíblicas muitas vezes estaremos nos deparando com palavras que confundem  os mais desavisados sobre a divisão imaterial do homem, ou seja entre alma e espírito.

Se faz necessário um estudo minucioso para que se perceba nos contextos a diferenciação que a palavra de DEUS faz entre essas duas tão parecidas partes do ser humano e ao mesmo tempo tão diferentes.

A – Este, por sua vez, aparece também no hebraico como “RUACH”  e no grego é “PNEUMA”.

Expressão esta que daí vem a palavra “PNEU”, que quer dizer: ar em movimento, lembrando o que aconteceu quando Deus, no principio, criara o homem “E soprou Deus em suas narinas… O espírito do homem é o principio ativo de nossa vida espiritual, religiosa e imortal.

Também não deixa de ser o elemento de comunicação entre o criador e a criatura, ou seja, Deus e o homem. Alguém definiu corpo, alma e espírito como os três elementos do homem: Consciência do mundo externo, consciência própria e consciência de Deus.

“Obs: O espírito é a descrição comum daqueles que passaram para a outra vida. (Atos 23:9; 7:59; Heb. 12:23; Luc. 23:46; 1 Ped. 3:19.) Quando alguém for “arrebatado” temporariamente fora do corpo (2 Cor. 12:2) se descreve como ”estando no espírito”.(Apoc. 4:2; 17:3.)

Sendo o homem “espírito”, é capaz de ter conhecimento de Deus e comunhão com ele; sendo “alma”, ele tem conhecimento de si próprio; sendo “corpo”, tem, através dos sentidos, conhecimento do mundo. — Scofield.

Existe espírito humano e ESPÍRITO SANTO. (Também outros como se referindo a um anjo ou a demônios ou ao próprio Satanás). Espírito Humano – “espírito é a parte imaterial que DEUS insuflou no ser humano, transmitindo-lhe a vida”. πνευμα pneuma (Dicionário Strog – Bíblia The Word) O espírito, i.e., o princípio vital pelo qual o corpo é animado um espírito, i.e., simples essência, destituída de tudo ou de pelo menos todo elemento material um movimento de ar (um sopro suave) do vento; daí, o vento em si mesmo.

Artigo Relacionado  Jesus é Superior a Josué

B – As Teorias da Origem do ESPÍRITO

Muitos Antropólogos bíblicos tem debatido sobre a origem do ESPÍRITO e a alma dentro do homem. Sabe-se que em Adão, DEUS soprou sobre suas narinas.

Mas, a partir de Adão como tem acontecido para que o ESPÍRITO e a alma pudessem estar nele. Se a alma é a personalidade do homem, como ela nasce dentro do corpo humano? O corpo sim é gerado através de uma relação sexual. Mas e a parte espiritual do homem, e sua alma, como acontece sua aparição dentro do corpo humano? E o caso de Eva, o corpo foi feito de uma costela de Adão. Mas e a alma e o espírito? DEUS não soprou em suas narinas também?

A resposta para tais perguntas tem surgido muitos debates, e há muitos pensamentos sobre o assunto, mas buscando dar um maior entendimento sobre o assunto, daremos vários pensamentos sobre a origem da alma e espírito dentro do homem.

  • Emanacionismo

Ensina que o ESPÍRITO vem ao homem no ato da fecundação, enviados por DEUS. Ou seja, a alma e o ESPÍRITO do homem já existem no céu, e a medida que nasce uma criança, DEUS escolhe um deles e os envia até o corpo da criança no útero da mãe.

  • Transmigracionismo

Ensina que o espírito nasce com o ser vivo em escalas zoológicas inferiores e vai reencarnando em espécies superiores, passando pelo homem até atingir um grau de perfeição moral.

  • Criacionismo

Aqueles que crêem no Criacionismo defendem a tese de que a alma e espírito é produto da criação de DEUS. Ou seja, para cada criança que nasce DEUS cria um espírito e uma alma para a mesma.

É como se DEUS soprasse sobre cada criança a nascer, criando a sua alma e espírito, isto baseado em Hebreus 12:9, Isaías 57:16 Eclesiastes 12:7. E se DEUS é o pai dos espíritos, somente ele pode criar uma nova alma.

  • Traducionismo

Esta linha de pensamento ensina que o homem transmite aos filhos não só os traços de aparência física, como a cor da pele, tipo sanguíneo, altura, cor dos olhos, cabelo, etc…

Mas também o homem pode gerar a alma e espírito dentro do corpo humano, entendendo que primeiro DEUS criou o homem a sua imagem e semelhança, e ao soprar sobre o homem o espírito de vida, lhe deu capacidade para se multiplicar, tanto no corpo, como no espírito.

Obs.: O Homem como a imagem de DEUS – Em Gênesis 1:27 diz que DEUS fez o homem a sua imagem e semelhança, mas esta semelhança é física como muitos acreditam ser, que DEUS tem um corpo semelhante ao do homem, com duas pernas, dois braços, olhos, nariz, coração, cabelo, etc., DEUS sendo ESPÍRITO teria uma aparência semelhante ao corpo físico do homem ?.

Faculdades da Alma e do Espírito (Mordomia)

A alma não é eterna (Deus é eterno por que não tem princípio e nem fim), porque tem princípio mas não tem fim. A alma continuará a existir após a morte do corpo, seja no inferno ou no paraíso.

A alma e o espírito foram criados por Deus à sua imagem, conforme a sua semelhança, ou seja, conhecendo somente o lado bom, da luz, do amor, de toda boa dádiva e de paz.

Após o pecado o homem perdeu essa semelhança com Deus, pois em Deus não há nada de mal ou de morte ou de destruição, o filho deve se parecer com Deus, porém o homem depois de pecar se parecia com Satanás e não com seu criador.; por isso o filho de Adão não nasceu à imagem e semelhança de Deus, mas à imagem, conforme a semelhança de Adão.

Tg 1.17 Toda boa dádiva e todo dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação.

Gn 5.3 Adão viveu cento e trinta anos, e gerou um filho à sua semelhança, conforme a sua imagem, e pôs-lhe o nome de Sete.

1 – Faculdades da Alma

As faculdades ou qualidades da alma se manifestam através do intelecto, do sentimento e da vontade. Vejamos:

a) O Intelecto (Gn 1:28; 2:19,20).

O Intelecto é a parte da alma que pensa, raciocina, decide, julga e conhece. É justamente ele quem importa os conhecimentos. Podemos citar, também, três outras manifestações que lhe são peculiares tais como: imaginação, memória e razão.

De acordo com a imaginação o homem é capacitado a idealizar e projetar. É um processo de pensamento que habilita o ser humano a construir imagens, através do raciocínio.

Já no caso da memória, se trata de um atributo do intelecto do homem que capacita o mesmo a guardar em seu cérebro  os fatos passados e presentes. Tem o papel de reter os conhecimentos adquiridos e os trás à  lembrança.

Artigo Relacionado  A Mordomia da Alma e do Espírito

E se falando da terceira, (razão), se trata, também, de um atributo do intelecto que leva o homem a pensar, julgar e compreender as relações entre as coisas, além do mais, distinguir entre o verdadeiro e o falso, o bem e o mal.

b) O Sentimento

Torna o homem um ser emotivo. Pode sentir todas as emoções, como alegria, gozo, prazer, tristeza, descontentamento, pesar e dor. Tudo isso não acontece com as máquinas que não possui sensibilidade.

c) A Vontade

Por sua vez, se expressa como resultante das influências do intelecto e dos sentimentos. Não há vontade livre ou independente e também, ela, não age sozinha, mas sim, obedece às forças emotivas e intelectuais da alma.

Nossa alma é um bem precioso que precisa ser preservada dos pecados que comprometem e, por fim, destroem a possibilidade de vida eterna com Deus.

Intelecto – É a faculdade que possibilita ao homem perceber a realidade através da compreensão e adaptação a novas situações mediante a reestruturação dos dados apreendidos no mundo real.

Vontade – Faculdade de representar mentalmente um ato que pode ou não ser praticado em obediência a um impulso ou a motivos ditados pela razão.Sentimento Disposição afetiva em relação a coisas de ordem moral ou intelectual.

2 – Faculdades  do Espírito

O espírito é o que existe de melhor e mais puro no homem, pois vem de Deus como forma de lembrar ao homem de que ele foi criado por Deus e que esse Deus o ama e deseja ter comunhão com ele, assim como o criou também para sua morada o mundo e todas as coisas que nele existem. É somente através do espírito que o homem pode ter contato com Deus, falar com ELE e ouvi-lo falar com ele.

É preciso que a tricotomia humana seja bem administrada para que o homem possa ter comunhão com seu criador; por isso o apóstolo Paulo, inspirado por Deus, escreveu aos Tessalonicenses, em sua primeira carta, no capítulo 5 e versículo 23 : ” E o próprio Deus de paz vos santifique completamente; e o vosso espírito, e alma e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.”

Com destaque, duas faculdades abrangem  outras qualidades importantes, as quais são: , e Consciência.

São elas que identificam o ser religioso do homem e além de tudo manifestam a natureza espiritual do homem do qual o mesmo é dotado especialmente para uma perfeita comunhão com o Eterno Deus.

O mais interessante nesse assunto é que os sentidos físicos e psicológicos tornam o homem um ser terreno e racional, mas os espirituais o tornam um ser especial.

a) Fé

É uma qualidade do espírito humano que é capaz de expressar a religiosidade do homem e o torna capaz de adorar, reverenciar, louvar e orar a Deus, o Criador. É bom lembrar que não se trata de um tipo de fé, adquirida ou ensinada, mas é uma forma inata que nasce com qualquer ser humano. É pela manifestação dela que recebemos o estímulo para buscar a Deus e termos comunhão com Ele.

b) Consciência

Conhecida como a lei moral e espiritual no interior do homem, que é apta para aprovar ou desaprovar as ações do homem.

Mas, na verdade, a consciência é praticamente a intuição que o espírito tem dos atos e estados do ser humano em sua vida cotidiana. Outro lembrete também é que a consciência não está sujeita à vontade, e nem aos sentimentos da alma.

Observação: “A minha alma está anelante e desfalece pelos átrios do Senhor; o meu coração e a minha carne clamam pelo Deus vivo” (Sl 84.2).

O verdadeiro anelo da alma do crente regenerado é Deus! O Senhor é o supremo bem pelo qual anseia o cristão. O intelecto do cientista deseja o conhecimento (Ec 1.2,18), mas o espírito a DEUS (Sl 111.10). A natureza pecaminosa do hedonista aspira o prazer (Ec 2.1), porém sua alma clama pelo Deus Vivo (Sl 84.2).

A engenhosidade dos construtores almeja novas invenções (Ec 2.4), todavia, seu espírito anseia por ser coluna no templo de Deus (Ap 3.12). Enfim, não há proveito nas grandes conquistas e realizações humanas, tudo é “vaidade e aflição de espírito” (Ec 4.16).

O fim último é: “Teme a Deus e guarda os seus mandamentos; porque este é o dever de todo homem” (Ec 12.13). Portanto, amemos ao Senhor de todo nosso entendimento e alma. APLICAÇÃO PESSOAL  (CPAD)

Conclusão

Somente através do espírito podemos ter comunhão com DEUS, amá-lo e adorá-lo; conservemos portanto nosso corpo, alma e espírito irrepreensíveis para a vinda tão aguardada de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Lembrando que comunhão com o Espírito Santo é ter tudo em comum com ELE, ou seja, mesmo desejos missionários e desejos de santificação e de adoração.

– Bibliografia

– Bíblia de Estudo Palavra Chave (ARC)

– A Bíblia de Estudos das profecias. E.R.A.

– Dicionário Online

– Apontamentos Teológico do Autor

– 4º Trimestre – Jovens e Adultos 2003 – Título: Mordomia Cristã — Servindo a Deus com excelência – Comentarista: Elienai Cabral

Sobre

Categorias

Categorias

Extras

No Portal você encontrará Comentários da EBD, Resumo de Livros e Esboços para Sermões

Subsídios para EBD
Sermões Bíblicos
Resumo de Livros

Dicas de Leitura
Subsídio para Missão

Aprenda Mais

Copyright © 2023 CTEC Vida Cristã. Todos os direitos reservados.