O papel da Pregação no Culto

O papel da pregação no culto

O papel da Pregação no Culto

INTRODUÇÃO

– A nossa mensagem para ser bíblica, evangélica e profética tem de ser ungida pelo Espírito Santo. Aleluia… É o poder do Evangelho que alcança e transforma as pessoas. A mensagem precisa ser contextualizada, produzindo reflexões e ações.

I – TEXTO BÍBLICO

(2 Timóteo 4.1-5)

V, 1 CONJURO-TE, pois, diante de Deus, e do Senhor Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, na sua vinda e no seu reino,

V, 2 Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina.

V, 3 Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências;

V, 4 E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas.

V, 5 Mas tu, sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério.

Livros Poéticos

II – A RELEVÂNCIA DA EXPOSIÇÃO DA PALAVRA DE DEUS

 – PREGAÇÃO

1 – A parte central do culto é a exposição da Palavra de Deus.

– Aquele que a expõe deve ser considerado um porta-voz de Deus, e a mensagem apresentada deve ser aceita como uma mensagem do Senhor. Toda exposição da Palavra, todo sermão pregado num culto, deve ser uma mensagem de Deus que supre alguma necessidade humana. O pastor ou a pessoa encarregada de fazer a exposição da Palavra deve sempre preparar cabalmente sua mensagem por meio da oração, do estudo e da meditação. Seria uma falta grave apresentar-se perante a grei sem haver preparado devidamente o tema a ser apresentado.

– Muitas vezes Deus é desonrado e o culto perde grande parte de sua solenidade, dignidade e eficácia devido a sermões mal preparados e mal apresentados. É necessário melhorar consideravelmente este aspecto do culto. Notemos algumas declarações da pena inspirada sobre a exposição da Palavra nos cultos: “Sejam os discursos curtos, espirituais e elevados. Saiba cada homem que vai ao púlpito que tem anjos do Céu em seu auditório”.

Artigo Relacionado  Doutrina do Culto Levítico

– Acima de tudo, a exposição da Palavra deve caracterizar-se pela solenidade e reverência. Disse a serva do Senhor: “Tenho ouvido alguns ministros falarem acerca da vida e ensinos de Cristo de maneira comum. (…). Os ministros não se devem habituar a relatar anedotas inoportunas em conexão com seus sermões. (…) A narração de anedotas ou incidentes que produzem hilaridade, ou um pensamento leve no espírito dos ouvintes, é severamente censurável. A verdade deve ser revestida de linguagem casta e digna”.

III – TIPOS DE PREGAÇÕES

Escrita ou decorada:

  1. Pregar para pouca gente;
  2. Pregação evangelística;
  3. Pregação moral;
  4. Pregação doutrinal;
  5. Pregação de consagração;
  6. Pregação devocional;
  7. Pregação de consolação ou conforto;
  8. Pregação de avivamento;
  9. Pregação apologética;
  10. Pregação de exortação.

IV – O CULTO E SUAS DIVERSIDADES

1 – Culto público;

2 – Culto de oração;

3 – Culto de doutrina;

4 – Culto de ações de graça;

5 – Culto ao ar livre;

6 – Culto de separação de obreiros;

7 – Culto de colação de grau;

8 – Culto de Despedida de obreiros para o campo;

9 – Culto de missões;

10 – Culto de Despedida e passagem de pastorado.

11 – Culto Fúnebre

12 – Santa Ceia do Senhor

V – A COMUNICAÇÃO DA MENSAGEM BÍBLICA

– Sabemos que, em pleno século 21, a Igreja experimentou diversas transformações e mudanças influentes na área eclesiológica. Temos visto que inúmeras adversidades, juntamente com os sistemas mundanos, guerreiam a todo instante contra a Igreja tentando de todas as formas desestruturá-la. Por tal motivo é que tamanha responsabilidade recai sobre os líderes cristãos e que eles devem estar cônscios e preparados para enfrentar tal dificuldade nos dias atuais.

– Diante de tantas heresias e modismos no meio evangélico, faz-se necessário e imprescindível um esmero total, principalmente da parte da liderança cristã para vencer os empecilhos ferrenhos que se opõem a nós e que só visam às motivações particulares e aos interesses próprios em detrimento do aperfeiçoamento da Igreja e do crescimento do Reino de Deus. É bom e de suma importância lembrarmos aqui que a comunicação da mensagem bíblica se encontra no campo da teologia prática e da homilética.

VI – A PRÁTICA DA PALAVRA

(Sl 119.11).

Artigo Relacionado  Cosmovisão Missionária na Epístola aos Romanos

– De fato, os Líderes principalmente têm grande responsabilidade diante de Deus e de sua amada igreja. De manifestar toda a verdade da Palavra de Deus não somente na teoria, mas sim, na prática. O púlpito jamais deve ser utilizado como palanque político, mas, sim, como Tribuna da Verdade do evangelho. Todo líder deve conduzir seu rebanho em completa obediência à Palavra da Verdade.

1 – At 18.4: A Palavra usada de modo correto convence as pessoas

2 – At 8.30: Entendes o que lês?

3 – Sl 119.97: O amor à Lei de Deus

4 – Os 4.6: A falta de entendimento faz o povo perecer

5 – Mt 7.24: Construindo sobre um alicerce sólido

6 – Tg 1.22: Sejamos praticantes da Palavra de Deus

VII – COMO DEVE SER A NOSSA  MENSAGEM

– I Co. 2.1-2

1 – A mensagem tem de ser bíblica. ( Is. 8.2; II Tm. 3.15 ).

  • Estamos vivendo diante dos muitos desvios doutrinários.
  • Os homens buscam fugir das suas responsabilidades espirituais, criando seus escapes teológicos.

2 – A nossa mensagem tem de ser evangélica.

  • Mt. 28.19-20. Alem de ser bíblica, tem de ser evangélica.
  • Pois nem todos os sermões bíblicos são genuinamente evangélicos e cristrocentricos.

Exemplo:

– Se discorremos sobre a historia de Davi, e não mencionarmos a obra de Cristo, nossa mensagem certamente será bíblica, mas não evangélica.

3 – A nossa mensagem tem de ser profética.

  • Alem de bíblica e evangélica, a nossa mensagem tem de ser profética. O que isto significa ?
  • Significa que ela tem de fazer diferença. (Jr. 1.10).
  • Haverá de ter o suficiente cumprimento (fruto) capaz de revolucionar o mundo e manifesta a gloria de Deus.

 

OBS: ARGUMENTO TEOLÓGICO – UMA MENSAGEM PENTECOSTAL – A igreja pentecostal conhecida como Assembleia de Deus é um movimento que começou sobrenaturalmente, em resultado do poderoso derramamento do Espírito Santo. Desde o seu início, Deus tem abençoado esse movimento, porque é dependente dEle; é guiado pelo Espírito Santo, orientado pela Palavra de Deus e usado para alcançar este mundo necessitado de Jesus Cristo.

Desde o nosso começo temos sido abençoados com poderosos sinais e maravilhas. Humildemente agradecemos a Deus por isso. […] Os primeiros cristãos foram perseguidos por causa da mensagem que anunciavam e por aquilo que eram. Também seremos perseguidos. Eles foram mal compreendidos pela sociedade em que viviam. Também seremos mal compreendidos. Os outros grupos religiosos os rejeitaram, por causa da posição dogmática de que Jesus Cristo é o Senhor ressurreto e está ativamente envolvido nos assuntos da igreja. Nós também seremos rejeitados” (CARLSON, Raymond; TRASK, Thomas E. et al. O Pastor Pentecostal: Teologia e Práticas Pastorais. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2023, p.99).

Artigo Relacionado  O encontro com Deus

VIII – A MENSAGEM DIVINA

( I Co. 9.16)

1 – É uma mensagem de libertação. ( Ex. 3.16-17 ).

– A maior escravião do homem é espiritual, porém a Palavra de Deus é a única opções para libertá-lo. (Jo 15:5), (Jo 8:32-36).

2 – É uma mensagem da decisão. ( I Rs. 18.22-25 ).

– A mensagem bíblica não coaduna com a duplicidade de pensamentos. Ela exige a decisão certa (Js 24:15), (I Rs 18:21).

3 – É uma mensagem do arrependimento. (Jn. 3.1-5).

– O cerne do Evangelho de Cristo está na mensagem base “arrependimento”. A bíblia como revelação Divina apresenta a queda do homem no Éden, mas ao mesmo tempo indica o caminho da salvação através do arrependimento de pecados e na da remissão dos mesmos por Cristo Jesus o perdoador. (Mt 11:28).

4 – É uma mensagem do avivamento. ( Hb. 3.1-2 ).

– A palavra de Deus anima, desperta, encoraja, dar vida e muito mais… (Lc 5:1-8). (Js 1:1-6), (Jo 11:40)

5 – É uma mensagem do reino ( Mt. 3.12 ).

– Como mensagem do reino, o evangelho possui proporções de crescimento e características de ordem (Mt 6:13).

6 – É uma mensagem do amor de Deus. ( Jo. 3.16 ).

– Amor é a centralidade da mensagem Divina, até porque a bíblia diz que Deus é amor e foi por este magnífico amor que Ele dispensou aos homens a salvação dos se3us pecados materializando o seu próprio amor, a saber: Cristo (Jo 3:16).

CONCLUSÃO

– Portanto, a missão precípua da igreja é a proclamação da Palavra de Deus (Mt 28.19,20). Jesus, em seu último contato com os discípulos, ordenou-lhes taxativamente que pregassem o evangelho (Mc 16.16).

 

– Bibliografia

– Bíblia de Estudos Conselheira A.R.A

– Dicionário Online

– Apontamentos do Autor-

– Lição 3 de Estudo Bíblico acerca de Joao Batista – Pr. Josaphat Batista Soares

– Futura Bíblia de Estudos Bíblicos do Pr. Josaphat Batista Soares

– Livro: LITURGIA BÍBLICA do CTEC VIDA CRISTÃ

Sobre

Categorias

Categorias

Extras

No Portal você encontrará Comentários da EBD, Resumo de Livros e Esboços para Sermões

Subsídios para EBD
Sermões Bíblicos
Resumo de Livros

Dicas de Leitura
Subsídio para Missão

Aprenda Mais

Copyright © 2023 CTEC Vida Cristã. Todos os direitos reservados.