Como se conduzir na Caminhada

Como se conduzir na Caminhada

Como se conduzir na Caminhada

INTRODUÇÃO

O cap. cinco (5)  é na verdade continuação do cap. quatro (4), que trata da conduta do crente no mundo. Onde Paulo apela a que sejamos imitadores de Deus, que é o pensamento central do texto em estudo; A motivação para imitarmos vem do fato de sermos seus  filhos. E a tendência natural, é que, os filhos imitem os pais.

I. TEXTO BÍBLICO

(Efésios 5.15-17)

V, 15 – Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios,

V, 16 – remindo 0 tempo, porquanto os dias são maus.

V, 17 – Pelo que não sejais insensatos, mas entendei qual seja a vontade do Senhor.

II.  JESUS É O MODELO SUPREMO NA CAMINHADA CRISTÃ

O Ministério exemplar de Jesus. Em seu ministério, Jesus demonstrou aspectos do seu caráter que são referência e modelo para todos os que o aceitam como Senhor e Salvador. Suas ações revelam tanto o lado divino como o lado humano de sua personalidade marcante e singular.

a) Humildade e mansidão. Para iniciar o seu ministério, foi até o rio Jordão para ser batizado por João Batista. Este sentiu-se constrangido, dizendo que Jesus é que deveria batizá-lo. Mas Jesus insistiu com João para que o batizasse, a fim de cumprir “toda a justiça” (Mt 3.13-15). Ele implantou a “escola da mansidão e da humildade”, convidando a todos para aprenderem com Ele (Mt 11.28-31).

Sendo Deus, Criador e Senhor, despojou-se de seus atributos divinos, tornou-se homem e servo, humilhando-se “até à morte” (Fp 2.6-8). Jesus surpreendeu os discípulos quando fez um trabalho de escravo, lavando os pés de todos eles (Jo 13.3-5). Mansidão e humildade são requisitos indispensáveis para quem quer ser discípulo de Jesus.

b) Misericórdia e compaixão. Ele teve compaixão das multidões, que andavam desgarradas como ovelhas sem pastor (Mt 9.36). Curou muitos que sofriam com enfermidades (Mt 14.14). Ele se compadeceu das pessoas famintas (Mt 15.32). Na parábola do Bom Samaritano, Jesus pôs em evidência a insensibilidade dos religiosos que não tinham compaixão pelos caídos à beira do caminho (Lc 10.30-37). Hoje, infelizmente, muitos que se dizem cristãos têm mais preocupação com riquezas, posições e prestígio pessoal do que com as almas atacadas pelo Maligno.

Artigo Relacionado  O Trabalho e atributos do Ganhador de Almas

c) Espírito pacificador. Jesus conhecia bem a natureza humana sujeita a desavenças e desentendimentos, mesmo entre os irmãos. Por isso, exortou: “Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão, e depois vem, e apresenta a tua oferta” (Mt 5.23,24). De forma mais prática, ele reproduziu a mensagem do salmo 133, tão esquecida nos dias atuais. Paulo aconselha-nos a ter paz com todos, sempre que possível (Rm 12.8; Hb 12.14).

Na prática, Ele demonstrou o seu imenso amor pelos pecadores. Os fariseus queriam matar a mulher adúltera. Jesus a perdoou e ordenou que não pecasse mais (Jo 8.11). Aos seus discípulos, ensinou: “Como o Pai me amou, também eu vos amei a vós; permanecei no meu amor” (Jo 15.9). Ele declarou ao doutor da lei que o maior dos mandamentos é amar a Deus acima de tudo, e o segundo, é amar ao próximo como a si mesmo (Mt 22.34-40). O amor é “a marca do cristão” (Jo 13.34,35).

Seu modo de vida é referência para a Igreja. Ele disse: “Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também” (Jo 13.15). Em seu aspecto espiritual, como corpo de Cristo, a Igreja não tem defeito. Ela é “igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível” (Ef 5.27). No aspecto humano, porém, como organização existem as “igrejas”, formadas por homens mortais, falíveis e sujeitos a erros e pecados. Jesus é “o caminho, e a verdade, e a vida” (Jo 14.6).

III. IMITANDO Á CRISTO NA CAMINHADA CRISTÃ

1. …Imitando a Deus como filhos amados, ( v. 1 )

 A tradução literal de “imitadores’ no original do Novo Testamento, é ser “copia” imitar alguém, ser como alguém. Neste mesmo versículo duas coisas  se destacam; a paternidade de Deus, e sermos a sua filiação. A Palavra declara aqui que somos “filhos amados” de Deus indicando a mais profunda relação familiar. Pelo milagre do novo nascimento, o Espírito Santo nos coloca dentro da família de Deus como filhos amados.

Artigo Relacionado  Quando Deus restaura o Justo

– O amor demonstrado pelo Pai nos inspira e deve ser a razão de nossa imitação. Ele nos amou com amor abnegado, e nós devemos imitar esse amor, (Jo 3.16; Rm 5.8 ). No versículo 2, temos mais um imperativo divino para os seus;  “andai em amor”. Esse imperativo deve motivar nossa regra de vida. Se não fosse o amor de Cristo, o que seria de nós?

2. Repelindo as praticas carnais, ( v, 3 – 6 );

 – Paulo relembra as praticas carnais do velho homem como: prostituição, impureza, cobiças torpeza, parvoíces, chocarrices; que são praticas indignas e alheias ao “novo homem”.

3. Todas duramente condenadas na Bíblia.

– Um crente que ama ao Senhor Jesus foge dessas paixões e procura viver, vitoriosamente assistido pelo Espírito Santo, ( Rm 8. 13; Gl 5. 16 e 17 ).  Nos  VV. 4 e 5; Paulo sabia bem como os efésios, com certeza absoluta que todos os indivíduos, ( quer dentro ou quer fora da Igreja), sendo imorais, impuros ou avarentos (i. é.. amando mais as coisas do mundo mais do que a Deus).

4. Estavam fora do reino de Cristo.

– Os profetas do A. T. assim ensinaram com forte convicção, ( Jr 8. 7); “Até a cegonha no céu conhece o seu tempos determinados; e a rola; e o grou e a andorinha observam o tempo da sua arribação; mas o meu povo não conhece o juízo DO SENHOR;

5. Isto quer dizer que o povo não conheciam alei de Deus.

– Além disso os seus dirigentes distorciam extremamente a Palavra de Deus para fazer o povo crer que estavam bem espiritualmente, apesar de viver em pecado, e que isto não lhe traria castigo, ou melhor, juízo, V. 8; 

6. No  v. 6, do cap. 5, de efésios, “Ninguém vos engane com palavras vãs;

Paulo sabia que alguns falsos mestres diriam aos efésios que não precisavam temer a ira de Deus contra eles, por causa da sua imoralidade. Por isso ele os admoesta; “Ninguém vos engane”; fica claro aqui, que alguém pode ser enganado a ponto de crer que pessoas imorais, e impuras tenham herança no reino de Cristo. (v.6).

Artigo Relacionado  O encontro com Deus

7. Andar como filhos da luz;

 – Há um grande contraste entre os que vivem nas trevas e os que vivem na luz. Quem vive na incredulidade é “filho da desobediência” ( v. 6 ), quem segue a Jesus é filho da luz, ( v. 8 ). Os que andam na luz conhecem o perigo porque podem ver os perigos com os olhos espirituais as ameaças.

8. Agindo como sábio, ( VV. 15 – 17 ).

 – Cautela e prudência são qualidades indispensáveis na vida cotidiana  do crente em Jesus Cristo. Na sabedoria espiritual está a capacidade que o Espírito dá ao crente para perceber coisas que o ímpio não consegue ver e nem sentir. O versículo 15, diz: “não como néscio”, isto é, agir com sensatez e responsabilidade. O v. 16, diz que devemos remir o tempo ou seja devemos administrá-lo com sabedoria, aproveitando o Maximo dele.

9. procurar conhecer a vontade de Deus, (v.17).

 – O grande problema de muitos de nós os crentes em relação a vontade de Deus, é que nós podemos usar conceito errados acerca dela “a vontade de Deus”; Veja o que Paulo apresenta sobre a vontade de Deus;

“E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus, ( Rm 12. 2 ).

CONCLUSÃO

– O crente autêntico procura andar dignamente diante de Deus e do mundo, para que o nosso comportamento seja o reflexo da nova vida recebida pela obra de Cristo no Calvário. É uma exigência bíblica constante que nós os crentes em Jesus Cristo demos provas ao mundo ao nosso redor de que na verdade temos um viver diferente, até nas atitudes e atividades cristã;

 

– Bibliografia

– Bíblia de Estudos Conselheira A.R.A

– Dicionário Online

– Apontamentos do Autor

– LIÇÕES BÍBLICAS CPAD – ADULTOS – 2º Trimestre de 2017 – Título: O Caráter do Cristão — Moldado pela Palavra de Deus e provado como ouro – Comentarista: Elinaldo Renovato – Lição 13: Jesus Cristo, o Modelo Supremo de caráter – Data: 25 de Junho de 2017

– https://mauricioberwald.comunidades.net/licoes-antigas-estudo-e-comentario-deefesios-1999

Sobre

Categorias

Categorias

Extras

No Portal você encontrará Comentários da EBD, Resumo de Livros e Esboços para Sermões

Subsídios para EBD
Sermões Bíblicos
Resumo de Livros

Dicas de Leitura
Subsídio para Missão

Aprenda Mais

Copyright © 2023 CTEC Vida Cristã. Todos os direitos reservados.