Abigail um caráter conciliador e exemplar

Abigail um caráter conciliador

Abigail um caráter conciliador

 

Se não fosse a intervenção sábia de Abigail, toda a família de Nabal teria perecido. Quando a crise familiar chegou, Abigail com coragem e sabedoria, soube tomar as atitudes certas e na hora certa. Isso demonstra em Abigail um caráter conciliador.

 

Neste artigo você estudará sobre:

1. Uma síntese da história de Abigail

2. O caráter conciliador de Abigail

3. Abigail se torna Rainha

Bons estudos!

TEXTO BÍBLICO

(1 Samuel 25.18-24,27,28).

18 Então Abigail se apressou, e tomou duzentos pães, e dois odres de vinho, e cinco ovelhas guisadas, e cinco medidas de trigo tostado, e cem cachos de passas, e duzentas pastas de figos passados, e os pôs sobre jumentos.

19 E disse aos seus moços: Ide adiante de mim, eis que vos seguirei de perto. O que, porém, não declarou a seu marido Nabal.

20 E sucedeu que, andando ela montada num jumento, desceu pelo encoberto do monte, e eis que Davi e os seus homens lhe vinham ao encontro, e ela encontrou-se com eles.

21 E disse Davi: Na verdade que em vão tenho guardado tudo quanto este tem no deserto, e nada lhe faltou de tudo quanto tem, e ele me pagou mal por bem.

22 Assim faça Deus aos inimigos de Davi, e outro tanto, se eu deixar até amanhã de tudo o que tem, até mesmo um menino.

23 Vendo, pois, Abigail a Davi, apressou-se, e desceu do jumento, e prostrou-se sobre o seu rosto diante de Davi, e se inclinou à terra.

24 E lançou-se a seus pés, e disse: Ah, senhor meu, minha seja a transgressão; deixa, pois, falar a tua serva aos teus ouvidos, e ouve as palavras da tua serva.

27 E agora este é o presente que trouxe a tua serva a meu senhor; seja dado aos moços que seguem ao meu senhor.

28 Perdoa, pois, à tua serva esta transgressão, porque certamente fará o SENHOR casa firme a meu senhor, porque meu senhor guerreia as guerras do SENHOR, e não se tem achado mal em ti por todos os teus dias.

UMA SÍNTESE DA HISTÓRIA DE ABIGAIL

1 – A ação de uma Mulher de caráter:

A história de Abigail está relatada na bíblia, e ela é uma referência de mulher apaziguadora. Ela era uma mulher formosa e sábia que amava o Senhor.

O seu marido se chamava Nabal e ele era um homem insensato, sem nenhuma sabedoria, muito difícil de conviver. Após a morte de Samuel, todo o povo de Israel lamentou. Samuel foi sepultado na sua casa, em Ramá.

Depois disso Davi foi ao deserto de Parã. Lá, estava Nabal, homem que tinha muitas posses no Carmelo e era muito poderoso, ele tinha três mil ovelhas e mil cabras e estava tosquiando as suas ovelhas no Carmelo.

Quando o viu Davi enviou dez moços, e disse a ele para subi ao Carmelo, e perguntar como ele estava, e expressar a ele votos de paz.

A reação de Nabal

Assim fizeram e após falarem com Nabal em nome de Davi, se calaram. E Nabal respondeu de forma grosseira aos criados de Davi, questionando quem seria ele? Questionando também se deveria tomar seu pão, sua água, e sua carne para dar a homens que não sabia de onde vêm.

Então voltaram os moços e relataram a Davi tudo que aconteceu. Davi, indignado ordenou aos seus homens que cada um pegasse a sua espada e subissem, cerca de quatrocentos no total (uns duzentos ficaram com a bagagem).

Um dos moços de Nabal contou a sua mulher, Abigail, que Davi havia enviado mensageiros para saudar seu marido, mas que ele os destratou.

E contou ainda que os homens de Davi eram muito bons em convivência, e nada havia faltado em todos os dias que estiveram com eles no campo, pois todos os dias andaram com eles apascentando as ovelhas.

Este servo de Nabal pediu à Abigail que visse o que haveria de fazer, pois Nabal era difícil de lidar e ninguém havia entre os soldados que pudesse lhe dirigir a palavra e criticar sua atitude.

A reação de Abigail

Então Abigail se apressou, tomou duzentos pães, dois odres de vinho, cinco ovelhas guisadas, cinco medidas de trigo tostado, cem cachos de passas, duzentas pastas de figos passados, e os pôs sobre jumentos.

Em seguida disse aos seus servos para irem a frente, em direção ao povo de Davi, que ela seguiria a trás. Ela não contou nada a seu marido Nabal.

Davi estava indignado por ter Nabal pagado o bem com o mal, e estava disposto a guerrear com ele e seus homens. Assim que avistou Davi, Abigail desceu do jumento e prostrou-se diante dele e se inclinou com o rosto em terra.

Suplicou a ele que a ouvisse, reconheceu que seu marido Nabal era um homem insensato, e pediu que aceitasse os seus presentes e relevasse a atitude dele, que o perdoasse.

Como resposta Davi bendisse ao Senhor, Deus de Israel, por ter enviado Abigail ao seu encontro pois graças a sua intercessão ele não vingaria mais a desonra por parte de Nabal e assim não derramaria sangue. E aceitou os presentes.

Abigail voltou para sua casa, encontrou Nabal bêbado de tanto tomar vinho, esperou até a manhã do dia seguinte, quando estava mais calmo para contar o que fez.

E tudo se acalmou. Cerca de dez dias depois Nabal foi ferido vindo a falecer e, quando soube disso Davi manifestou o desejo de ter Abigail com esposa, e ela concordou.

No contexto cristão o exemplo de Abigail é lembrado quando o assunto é apaziguar, acalmar, agir com sabedoria, humildade e educação. http://www.infoescola.com/biblia/abigail/, Por Alaine Silva.

O CARÁTER CONCILIADOR DE ABIGAIL

A irritação de Davi foi compreensível, mas não justificada. Abigail demonstrou grande sensibilidade em ajudar Davi em sua ira. Observe:

1 – Ela trouxe comida para Davi e com esse ato corrigiu a situação que o irritou. Onde uma injustiça foi cometida, necessitamos tentar corrigi-la. Os servos de Nabal não conseguiam conversar com ele, por isso foram falar com Abigail, que não sabia o que tinha acontecido.

Quando ela ouviu o que seu marido tinha feito, Abigail juntou rapidamente muita comida. Sem contar para Nabal, ela foi entregar a comida pessoalmente a Davi (1 Samuel 25:18-19).

2 – Ela pediu desculpas a Davi. Esta é uma piedosa alternativa para cancelar uma tentativa de obter vingança. Abigail encontrou Davi na estrada, já a caminho para destruir sua família! Ele estava muito irado mas Abigail se prostrou diante dele, assumiu a culpa e pediu perdão.

Ela explicou que seu marido era insensato e pediu a Davi para mudar de ideias e aceitar a comida (1 Samuel 25:26-28). Abigail cria que Deus iria castigar Nabal. Davi não precisava se vingar. Isso seria errado e apenas iria lhe causar mais problemas no futuro.

3 – Ela apontou as consequências de agir sob irritação. Davi seria culpado do derramamento desnecessário de sangue. E mais tarde, quando Davi se tornou rei, seu ato poderia desgastar a confiança e o apoio do povo de Judá.

4 – Ela também apressou Davi a deixar a vingança nas mãos de Deus. Deus, que corrige todo os erros, se importaria com Davi — e cuidaria de todos os seus inimigos.

Impressionado pelas palavras dessa humildade, contudo segura mulher, Davi a abençoou por afastá-lo de agir precipitadamente” (RICHARDS, Lawrence O. Guia do Leitor da Bíblia: Uma análise de Gênesis a Apocalipse capítulo por capítulo. 9.ed. Rio de Janeiro: CPAD, p. 196). Leia mais sobre a formação do caráter cristão.

ABIGAIL SE TORNA RAINHA

“Tanto os servos de Nabal (cujo o nome em hebraico significa ‘tolo’, insensato intelectualmente e moralmente) quanto sua esposa concordavam quanto à maldade de seu senhor.

Quando retornou à sua fazenda, Abigail encontrou seu marido comendo e bebendo como um rei. Ele estava tão bêbado, que ela não lhe contou sobre sua pequena escapada até o dia seguinte, quando estava sóbrio.

Após ouvir sobre o perigo que estava exposto, alguns entenderam que Nabal sofreu um ataque cardíaco ou talvez uma congestão e ficou ‘como pedra’. Dez dias depois ‘feriu o Senhor a Nabal, e este morreu’.

Davi considerou sua morte como um ato de Deus, pelo qual foi vingado e protegido de derramar sangue por si mesmo. Davi ficou impressionado com a sabedoria de Abigail.

Ele reconheceu seu erro de querer se vingar e abençoou Abigail, perdoando Nabal (1 Samuel 25:32-34). Davi aceitou o presente de Abigail e se foi embora. Abigail tinha salvado sua família!

O pedido de casamento

Pouco tempo depois, Davi enviou servos para pedirem a mão da viúva em casamento. Abigail graciosamente e sem hesitar consentiu, dizendo: ‘Eis aqui a tua serva servirá de criada para lavar os pés dos criados de meu senhor.’

Em sua segunda viagem ao campo de Davi, ela foi acompanhada de seus bens pessoais e cinco servas a fim de permanecer com Davi como sua segunda esposa. Mais tarde ela foi com Davi para Hebrom e Jerusalém, como sua rainha” (Dicionário Bíblico Wycliff. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2009, p. 1324).

Abigail ainda enfrentou vários desafios. Davi era um homem foragido e ela teve de viver como fugitiva durante alguns anos. Certa vez, ela foi levada prisioneira dos amalequitas, junto com as famílias de todos os guerreiros de Davi, e Davi teve de a salvar.

No entanto, mais tarde, Abigail ganhou segurança e prestígio, quando Davi se tornou rei. Ela também teve um filho de Davi, chamado Daniel, também conhecido como Quileabe. Abigail foi sensata e temente a Deus e Ele a recompensou por sua sabedoria.

CONCLUSÃO

Que nos momentos de crise, venhamos buscar em Deus sabedoria para agirmos com prudência, coragem e deforma pacífica.

 

Referências

– Bíblia Palavra Chave (ARC)

– Apontamentos Teológicos do Autor

– Dicionário da Língua Português Online

 

Comentário do Pastor Josaphat Batista – Pr. Presidente da Assembleia de Deus em Ibotirama-Bahia. Pós-Graduado em Docência do Ensino Superior. Bacharel em Teologia convalidado pelo MEC. Membro do CEECRE (Conselho Estadual de Educação e Cultura Religiosa da CEADEB). Diretor da ESTEADI (Escola Teológica da Assembleia de Deus em Ibotirama). Presidente do Conselho de Pastores e Líderes Evangélicos de Ibotirama (CONPLEI). Conferencista, Seminarista, Escritor e fundador dos Congressos EBD no Campo de Camaçari-Ba.

 

 

Deixe seu comentário
Abigail um caráter conciliador e exemplar