A Mordomia das Obras de Misericórdia

A Mordomia das Obras de Misericórdia

A Mordomia das Obras de Misericórdia

Segundo a lição bíblica, as obras de misericórdia podem ser executadas nas esferas das necessidades humanas, espirituais, evangelização e missões.

Em relação ao próximo, conceder misericórdia a alguém é perdoá-la pelo simples ato de bondade, apesar do outro não merecer o perdão, pois foi isto que Deus fez por nós!

Texto Bíblico (Atos 4.32-35; Lucas 10.30,36,37)

Misericórdia

Etimologia: Misericórdia é a junção de duas palavras em latim: miseratio (compaixão) + cordis (coração). Assim, pode-se entender literalmente misericórdia, como “coração compadecido” – substantivo feminino (1) sentimento de dor e solidariedade com relação a alguém que sofre uma tragédia pessoal ou que caiu em desgraça; dó, compaixão, piedade.

(2) ato concreto de manifestação desse sentimento, como o perdão; indulgência, graça, clemência.

– Semelhantes: comiseração – condescendência – clemência – compadecimento – compaixão.

No contexto social e legal, a misericórdia pode se referir tanto ao comportamento compassivo por parte de quem está no poder (por exemplo, a misericórdia mostrado por um juiz no sentido de um presidiário), humanitário ou por parte de um terceiro, por exemplo, uma missão de misericórdia com o objetivo para tratar as vítimas de guerra. https://www.significados.com.br/misericordia/

No Antigo Testamento, Deus é apresentado como “misericordioso e compassivo” como no Salmos 103:8.

A ênfase na misericórdia aparece em numerosas partes do Novo Testamento, por exemplo, como nas Bem-aventuranças em Mateus 5:7 “Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia”, a Parábola do Filho Pródigo (Lucas 15:11-32), tornou-se um tema importante sobre a extensão da misericórdia divina para os outros.

Em Efésios 2:4-5, o apóstolo Paulo refere-se à misericórdia de Deus em termos de salvação: “Mas Deus, sendo rico em misericórdia pela sua grande caridade com que nos amou, mesmo quando estávamos mortos pelos nossos delitos, nos deu vida juntamente com Cristo (pela graça sois salvos),” Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Obs: Argumento segundo a igreja Católica Apostólica Romana:  As Obras de misericórdia ou Atos de misericórdia são ações e práticas que o Cristianismo, em geral, espera que todos os cristãos executem.

A prática é comumente atribuída pela Igreja Católica como um ato tanto de penitência quanto de Caridade. Adicionalmente, ensina que as obras de misericórdia são um dos meios de receber a Graça[1], causa da santificação.

Diferentes comunidades protestantes, como os metodistas[2], concordam com essas afirmações. As obras de misericórdia, tal surgiram nomeadamente no início do séc. XVI na fundação da Misericórdia de Lisboa como seu compromisso, são tradicionalmente divididas em duas categorias, com sete elementos cada: as obras de misericórdia corporais, dizem respeito às necessidades materiais do outro e as obras de misericórdia espirituais que dizem respeito às necessidades espirituais.

A Misericórdia de Deus na Bíblia

Na Bíblia, as virtudes da misericórdia e da compaixão são mencionadas em várias formas centenas de vezes, especialmente na descrição da natureza de Deus.

Em vez de nos dar o que merecemos, Deus tem demonstrado misericórdia repetidas vezes, não para tirar a nossa responsabilidade, mas para nos dar uma chance de nos arrependermos e sermos salvos. Podemos nos perguntar: O que fizemos com essa oportunidade?

Como destinatários indignos da misericórdia de Deus, nada mais seria apropriado do que nós mesmos mostrar misericórdia e compaixão sem reservas por outras pessoas.

Na verdade, somos ordenados a ser misericordiosos como Deus é misericordioso! A Bíblia fala até sobre compaixão e cuidado com animais. Compaixão é compartilhar a dor e o sofrimento dos outros, e trabalhar ativamente para ajudá-los.

Nosso maior exemplo nisto é o próprio Jesus, que tomou sobre Si a natureza humana, dando a Sua vida para abrir um caminho de salvação eterna para nós. Podemos também abrir nossos corações a outros, amigos e estranhos, e aprender a amar desinteressadamente, como fomos amados? https://cristianismoativo.org/38-versiculos-sobre-misericordia-e-compaixao.

  • 1 – “Senhor, Senhor Deus, misericordioso e piedoso, longânimo e abundante em bondade e verdade, guardando misericórdia para milhares, perdoando iniquidade, transgressão e pecado …” Êxodo 34:6-7.
  • 2 – “Portanto sabei que o Senhor vosso Deus, Ele é Deus, o Deus fiel, que guarda a aliança ea misericórdia por mil gerações com aqueles que O amam e guardam Seus mandamentos …” Deuteronômio 7:9.
  • 3 – “Com o misericordioso Tu te mostrarás misericordioso …” 2 Samuel 22:26.
  • 4 – “Todos os caminhos do Senhor são misericórdia e verdade, para aqueles que guardam Seu concerto e Seus testemunhos.” Salmo 25:10.
  • 5 – “Mas Tu, ó Senhor, és um Deus cheio de compaixão, e gracioso, longânimo e abundante em misericórdia e verdade.” Salmo 86:15.
  • 6 – “Justiça e juízo são a base do teu trono; Misericórdia e verdade vão adiante de ti.” Salmo 89:14.
  • 7 – “O Senhor é clemente e cheio de compaixão, tardio em irar-se e grande em misericórdia. O Senhor é bom para todos, e as suas misericórdias são sobre todas as suas obras.” Salmo 145:8-9.
  • 8 – “Através das misericórdias do Senhor não somos consumidos, porque suas compaixões não falham. Eles são novos todas as manhãs; Grande é a tua fidelidade.” Lamentações 3:22-23.
  • 9 – “Quem é um Deus como Tu, perdoando a iniquidade e passando a transgressão do remanescente de Sua herança? Ele não retém a Sua ira para sempre, porque Ele se deleita em misericórdia. Ele voltará a ter compaixão de nós, e subjugará as nossas iniquidades. Você lançará todos os nossos pecados nas profundezas do mar.” Miquéias 7:18-19.
  • 10 – “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3:16.
  • 11 – “Mas Deus, que é rico em misericórdia, por causa do seu grande amor com que nos amou, mesmo estando mortos em delitos, nos fez vivos juntamente com Cristo (pela graça sois salvos)…” Efésios 2:4-5.
  • 12 – “E Jesus, saindo, viu grande multidão, e se compadeceu deles, porque eram como ovelhas que não têm pastor. Então Ele começou a ensinar-lhes muitas coisas.” Marcos 6:34.
  • 13 – “Portanto, em todas as coisas Ele tinha que ser feito como Seus irmãos, para que Ele pudesse ser um Sumo Sacerdote misericordioso e fiel em coisas pertencentes a Deus, para fazer propiciação pelos pecados do povo. Pois que Ele mesmo sofreu, sendo tentado, pode ajudar aqueles que são tentados.” Hebreus 2:17-18.
  • 14 – “Visto que temos um grande sumo sacerdote que penetrou os céus, Jesus, o Filho de Deus, retenhamos firmemente a nossa confissão. Porque não temos um Sumo Sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas, mas foi em todos os pontos tentado como nós, mas sem pecado. Cheguemo-nos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça para ajudar em tempo de necessidade.” Hebreus 4:14-16.
Artigo Relacionado  Os Artesãos do Tabernáculo

Jesus ensina a prática da Misericórdia

– Em Mateus 25:34-46,

  1. Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí como herança o reino que vos está destinado desde a fundação do mundo.
  2. Pois tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era forasteiro, e recolhestes-me;
  3. estava nu, e vestistes-me; enfermo, e visitastes-me; preso, e viestes ver-me.
  4. Então perguntarão os justos: Senhor, quando te vimos faminto, e te demos de comer; ou com sede, e te demos de beber?
  5. Quando te vimos forasteiro, e te recolhemos; ou nu, e te vestimos?
  6. Quando te vimos enfermo, ou preso, e fomos visitar-te?
  7. O Rei responderá: Em verdade vos digo que quantas vezes o fizestes a um destes meus irmãos mais pequeninos, a mim o fizestes.
  8. Dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, destinado ao Diabo e seus anjos.
  9. Pois tive fome, e não me destes de comer; tive sede e não me destes de beber;
  10. era forasteiro, e não me recolhestes; estava nu, e não me vestistes; enfermo e preso, e não me visitastes.
  11. Também eles perguntarão: Senhor, quando te vimos faminto, com sede, forasteiro, nu, enfermo, ou preso, e não te servimos?
  12. Então lhes responderá: Em verdade vos digo que quantas vezes o deixastes de fazer a um destes mais pequeninos, a mim o deixastes de fazer.
  13. Irão estes para o suplício eterno, porém os justos para a vida eterna.
Artigo Relacionado  A Mordomia do Trabalho

Obs: “As Obras São a Evidência da [Tiago] (2.14-19). Nesse ponto, Tiago apresenta seu segundo exemplo da necessidade de existir uma consistência entre palavras e obras e, nesse processo, introduz o argumento da inseparabilidade entre a ‘fé’ e as ‘obras’ que, necessariamente, deve se originar dessa consistência.

Ele abre essa seção com duas perguntas retóricas (v.14): ‘Meus irmãos, que aproveita [ou, qual é o benefício] se alguém disser que tem fé e não tiver as obras?’ Fica claro que Tiago tem em vista dois ‘benefícios’ especiais que deveriam se originar da ‘fé’.

O primeiro é apresentado na sua segunda pergunta retórica: ‘Porventura, a fé pode salvá-lo? A fé deveria ser capaz de proporcionar o benefício da salvação àquele que a possui; se não o fizer, então essa fé é, de certo modo, defeituosa (mas não uma falsa fé).

Porém, a fé deveria também ter uma segunda finalidade: beneficiar os semelhantes mostrando a bondade de Deus para com eles (vv.15,16).

Essa dupla preocupação por tudo de ‘bom’ que a fé deveria proporcionar representa uma importante lembrança para a nossa cultura individualista.

Fé não é apenas salvar a alma individual do julgamento eterno, mas também construir comunidades a fim de mostrar o amor de Deus não só no meio dos próprios crentes, mas também no mundo em que vivem” (Comentário Bíblico Pentecostal Novo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2003, pp.1672-73). “[…] Em Efésios 2.10, Paulo se refere às boas obras como indispensáveis à salvação – ‘não como sua razão ou seus meios, no entanto, mas como sua [necessária] consequência e evidência’.

Tito 2.14 apresenta o melhor comentário:  Cristo ‘se deu a si mesmo por nós, para nos remir de toda iniquidade e purificar para si um povo seu especial, zeloso de boas obras’. Assim como em Cristo fomos predestinados à adoção (1.4), também em Cristo fomos predestinados a fazer boas obras.

Em Efésios 2.1-10, o texto termina com a frase ‘para que andássemos nelas’. Esse parágrafo começa com pessoas ‘andando’ (peripateo) na morte das transgressões e do pecado (2.1-2) e estas terminam ‘andando’ (peripateo) nas boas obras que, antecipadamente, Deus planejou para todos os que foram redimidos em Cristo.

Assim o forte contraste entre uma vida sem Cristo e uma vida em Cristo está completo. É um contraste entre duas formas de vida (no pecado ou pela graça), e entre dois senhores (Satanás ou Deus)” (Comentário Bíblico Pentecostal Novo Testamento. Rio de Janeiro: CPAD, 2003, pp.1217-218).

O dever do Cristão quanto a prática da Misericórdia na Bíblia

  • Portanto, sejam misericordiosos, assim como o vosso Pai também é misericordioso.” Lucas 6:36.
  • “Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e Deus de toda a consolação, 4: que nos conforta em toda a nossa tribulação, para que possamos consolar os que estão em qualquer dificuldade, com o conforto com que Nós mesmos somos consolados por Deus.” 2 Coríntios 1:3-4.
  • “Ao que está aflito, a bondade deve ser mostrado por seu amigo, mesmo que ele abandona o temor do Todo-Poderoso.” Jó 6:14.
  • “Para os retos surge a luz na escuridão; Ele é misericordioso, cheio de compaixão e justo.” Salmo 112:4.
  • “Que a misericórdia e a verdade não vos abandonem; Atá-los ao redor do pescoço, escreve-os na tábua do teu coração e, assim, encontra graça e estima aos olhos de Deus e do homem.” Provérbios 3:3-4.
  • “O misericordioso faz o bem para a sua própria alma, mas o que é cruel, aflige a própria carne.” Provérbios 11:17.
  • “O justo vê a vida de seu animal, mas as ternas misericórdias dos ímpios são cruéis.” Provérbios 12:10.
  • “Quem despreza os pecados do seu próximo; Mas aquele que tem misericórdia dos pobres, é feliz.” Provérbios 14:21.
  • “Aquele que oprime o pobre censura o seu Criador, mas aquele que O honra tem misericórdia dos necessitados.” Provérbios 14:31.
  • “Ele te mostrou, ó homem, o que é bom; E o que o Senhor exige de vós, mas para fazer justamente, para amar a misericórdia, e para andar humildemente com o vosso Deus?” Miquéias 6:8.
  • “Assim diz o Senhor dos exércitos: “Executar a verdadeira justiça, mostrar misericórdia e compaixão cada um a seu irmão. Não oprimam a viúva, nem o órfão, nem o estrangeiro, nem o pobre. Que nenhum de vocês planeje o mal em seu coração contra seu irmão.’” Zacarias 7:8-10.
  • “Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia.” Mateus 5:7.
  • “Não julgueis, para que não sejais julgados. Porque com o juízo que julgais, sereis julgados; E com a medida que medires, serás medido.” Mateus 7:1-2.
  • “Portanto, o que quer que os homens façam com vocês, faça também a eles, pois esta é a Lei e os Profetas.” Mateus 7:12.
  • “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Para dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho, e desprezais o mais importante da lei: a justiça, a misericórdia ea fé. Estes você deve ter feito, sem deixar os outros desfeitos.” Mateus 23:23.
  • “‘… Porque tive fome e me deste comida; Tive sede, e tu me deste de beber; Eu era um estranho e você me levou; Estava nu e vós me vestiste; Eu estava doente e você me visitou; Eu estava na prisão e vocês vieram a Mim. “Então os justos lhe responderão, dizendo:” Senhor, quando te vimos com fome e te alimentamos, ou com sede e te damos de beber? Quando te vimos um estranho e te levamos, ou te nuemos e te vestimos? Ou quando te vimos doente, ou na prisão, e viemos a Ti? ‘E o Rei responderá e lhes dirá:’ Em verdade vos digo que, quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos , Você fez isso comigo. … Em verdade vos digo que, por não o terdes feito a um dos mais pequeninos, não o fizestes a Mim.’” Mateus 25:35-40,45.
  • “Carregai os fardos uns dos outros, e assim cumprireis a lei de Cristo.” Gálatas 6:2.
  • “Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; Porque tudo o que o homem semear, também ceifará. Pois aquele que semeia na carne, da carne ceifará a corrupção, mas aquele que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna. E não nos cansemos enquanto fazemos o bem, porque no devido tempo nós colheremos se não desanimarmos. Portanto, como temos oportunidade, façamos o bem a todos, especialmente aos que são da família da fé.” Gálatas 6:7-10.
  • “Toda a amargura, e cólera, raiva, gritaria, e blasfêmias seja colocado longe de você, com toda a malícia. E sejam bondosos uns para com os outros, misericordiosos, perdoando uns aos outros, assim como Deus em Cristo vos perdoou.” Efésios 4:31-32.
  • “Portanto, como os eleitos de Deus, santos e amados, vesti-os de misericórdia, bondade, humildade, mansidão, longanimidade; Suportando uns aos outros, e perdoando uns aos outros, se alguém tem queixa contra outro; Assim como Cristo vos perdoou, assim também vós haveis de fazer. Mas acima de tudo, estas coisas se revestiram do amor, que é o vínculo da perfeição.” Colossenses 3:12-14.
  • “Rogamo-vos, irmãos, que admoesteis os insubordinados, consoleis os desanimados, defendei os fracos, sejam pacientes para com todos. Vede que ninguém retribua mal para o mal a ninguém, mas persegue sempre o que é bom para vós e para todos.” 1 Tessalonissenses 5:14-15.
  • “Pois o julgamento é sem misericórdia para com aquele que não demonstrou misericórdia. Misericórdia triunfa sobre julgamento.” Tiago 2:13.
  • “Mas a sabedoria que é de cima é primeiramente pura, então pacífica, gentil, disposta a ceder, cheia de misericórdia e bons frutos, sem parcialidade e sem hipocrisia.” Tiago 3:17.
  • “Finalmente, todos vocês sejam de uma mesma mente, tendo compaixão um pelo outro; Amem como irmãos, sejam afetuosos, sejam corteses; Não devolvendo o mal para o mal, nem injúria por injúria, mas, pelo contrário, bendizendo, sabendo que foste chamado a isso, para que possas herdar uma bênção.” 1 Pedro 3:8-9.
Artigo Relacionado  O que é a Mordomia Cristã

Conclusão

Vimos nesta presente lição que O Senhor usa sempre de misericórdia para conosco, dá-nos sempre uma nova oportunidade para começarmos tudo de novo.

Enquanto estivermos nesta terra, não nos faltará oportunidade de experimentarmos a misericórdia de Deus. Sejamos misericordiosos uns para com os outros e alcançaremos a misericórdia… (Mt 5:5).

Sobre

Categorias

Categorias

Extras

No Portal você encontrará Comentários da EBD, Resumo de Livros e Esboços para Sermões

Subsídios para EBD
Sermões Bíblicos
Resumo de Livros

Dicas de Leitura
Subsídio para Missão

Aprenda Mais

Copyright © 2023 CTEC Vida Cristã. Todos os direitos reservados.