Motim em Família

Motim em Família

Motim em Família

Texto Áureo

“Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas (Fp 2.14)

Verdade Prática

Das murmurações derivam as contendas. Por isso, devemos evitá-las em nossa família.

Números 11.1-7; 12.1-8

Neste artigo, abordaremos a importância de evitar murmurações e contendas em nossas famílias, com base nos ensinamentos bíblicos encontrados no livro de Números e em outras partes da Bíblia. Veremos como as murmurações podem gerar motins e desentendimentos dentro de uma família e como a humildade e a mansidão de Moisés podem nos servir de exemplo. Além disso, exploraremos outras passagens bíblicas que nos ajudam a compreender melhor o assunto.

A Influência Negativa da Murmuração

1 – Assim nasce um motim

Murmurações são queixas e reclamações frequentes, geralmente infundadas ou exageradas. No contexto bíblico, vemos isso acontecer diversas vezes com os israelitas durante sua jornada pelo deserto. Essas murmurações geralmente levavam a motins e insatisfações, prejudicando a unidade do povo e a relação com Deus.

2 – A primeira queixa

Em Números 11.1-3, o povo começou a murmurar contra Deus e Moisés por causa das dificuldades enfrentadas no deserto. Esse ato provocou a ira do Senhor, que enviou um fogo que consumiu as bordas do acampamento. Moisés intercedeu pelo povo, e o fogo se apagou.

O apóstolo Paulo, em Filipenses 2.14, nos exorta a “fazer todas as coisas sem murmurações nem contendas”, mostrando que a murmuração não é algo a ser tolerado na vida cristã. Em Tiago 5.9, somos advertidos a não nos queixarmos uns dos outros para não sermos julgados.

3 – A segunda queixa (Nm 11.4-7)

A segunda queixa ocorre quando os israelitas começam a sentir saudades dos alimentos do Egito e reclamam da falta de variedade no deserto. Esse ato mostra a falta de gratidão do povo pelo maná, o alimento enviado por Deus para suprir suas necessidades.

Artigo Relacionado  Ídolos na Família

A falta de gratidão é um problema recorrente na Bíblia. No Novo Testamento, Jesus curou dez leprosos, mas apenas um deles retornou para agradecer (Lucas 17.11-19). A gratidão é uma virtude importante na vida cristã, conforme expresso em 1 Tessalonicenses 5.18: “Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.”

4 – A terceira queixa (Nm 12.1-3)

A terceira queixa acontece quando Miriã e Arão, irmãos de Moisés, começam a murmurar contra ele por causa de sua esposa cusita. Essa atitude mostra como a murmuração pode se infiltrar até mesmo entre os líderes e causar desunião.

Em Provérbios 6.16-19, lemos que o Senhor detesta sete coisas, sendo uma delas “o que semeia contendas entre irmãos”. Isso mostra a importância de manter a harmonia e a paz entre os membros da família e da comunidade de .

O Motivo da Rebelião de Miriã e Arão

1 – A inveja

Miriã e Arão parecem ter inveja da posição de Moisés como líder do povo de Israel. Eles questionam sua autoridade e sugerem que Deus também fala através deles (Nm 12.2). Essa atitude revela um coração invejoso e descontente, que acaba gerando divisões na família.

A inveja é um pecado que pode causar discórdia e divisão, conforme descrito em Gálatas 5.19-21, onde é listada entre as “obras da carne”. A Bíblia nos encoraja a combater a inveja cultivando amor e unidade, como em 1 Pedro 2.1-2: “Deixando, pois, toda a malícia, todo o engano, e fingimentos, e invejas, e todas as murmurações, desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, não falsificado, para que por ele vades crescendo”.

2 – O motim familiar promove dissabores e ofensas

Quando permitimos que a inveja e as murmurações tomem conta do ambiente familiar, estamos abrindo espaço para desentendimentos e ofensas. Como vemos no caso de Miriã e Arão, esse tipo de atitude pode trazer consequências negativas para todos os envolvidos, prejudicando a harmonia e a paz da família.

Artigo Relacionado  Moisés o libertador de Israel

Em Efésios 4.29-32, somos instruídos a evitar o uso de palavras prejudiciais e a cultivar a bondade e o perdão em nossas relações. Seguindo esse conselho, podemos contribuir para a construção de lares mais saudáveis e felizes.

Moisés: Um Homem Manso e Humilde

1 – Mais manso que havia na Terra

Moisés é descrito na Bíblia como o homem mais manso que havia na Terra (Nm 12.3). Sua humildade e mansidão diante das críticas e murmurações de seu próprio povo e de sua família são um exemplo para todos nós. Em vez de reagir com raiva ou amargura, Moisés mantém sua fé em Deus e busca a orientação divina para lidar com os problemas.

Jesus Cristo também é um exemplo de humildade e mansidão, como Ele mesmo diz em Mateus 11.29: “Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração”. Ao seguir o exemplo de Moisés e Jesus, podemos cultivar um coração mais humilde e manso diante das adversidades da vida.

2 – O fardo de uma liderança

A liderança de Moisés não foi fácil. Além de guiar o povo de Israel pelo deserto e enfrentar suas constantes murmurações e reclamações, ele também precisou lidar com as disputas dentro de sua própria família. No entanto, sua humildade e mansidão permitiram que ele superasse esses desafios e continuasse a cumprir a missão que Deus lhe havia confiado.

A Bíblia nos mostra que, mesmo em meio a dificuldades, é possível exercer a liderança com sabedoria e humildade. Em 1 Pedro 5.2-3, os líderes da igreja são instruídos a pastorear o rebanho de Deus de boa vontade e com humildade, não como dominadores, mas como exemplos para os demais.

3 – A punição de Miriã e Arão (Nm 12.4-7)

Deus repreendeu Miriã e Arão por suas murmurações contra Moisés e afirmou que Moisés era seu servo fiel. Como consequência, Miriã ficou leprosa por sete dias, e Arão reconheceu seu erro e pediu perdão a Moisés. Essa história mostra como Deus não tolera murmurações e divisões, especialmente entre aqueles que deveriam ser exemplos para os demais.

Artigo Relacionado  A sutileza das Ideologias contrárias à Família

Deus é justo e sempre age com retidão, como afirmado em Salmos 89.14: “Justiça e juízo são a base do teu trono; misericórdia e verdade estão diante do teu rosto”. Isso nos ensina a confiar em Deus e nos esforçar para agir com justiça e humildade em nossas próprias vidas.

Conclusão

As murmurações e contendas podem causar sérios problemas dentro de uma família. Devemos aprender com o exemplo de Moisés e evitar esse tipo de comportamento, buscando a humildade, a mansidão e a gratidão em todas as circunstâncias. Ao fazermos isso, estaremos construindo famílias mais fortes e unidas, capazes de enfrentar os desafios da vida com a ajuda e a orientação de Deus.

Além disso, é essencial lembrar que nosso exemplo tem grande influência sobre aqueles que nos cercam. Portanto, é fundamental cultivar virtudes como amor, perdão, humildade e mansidão em nosso dia a dia, para que possamos ser um reflexo positivo da graça de Deus em nossas famílias e comunidades.

Perguntas frequentes

1. O que são murmurações?

Murmurações são queixas e reclamações frequentes, geralmente infundadas ou exageradas.

2. Quais são as consequências das murmurações na família?

As murmurações podem levar a motins, desentendimentos e divisões dentro de uma família.

3. Como Moisés lidou com as murmurações em sua família?

Moisés manteve sua humildade e mansidão, buscando a orientação de Deus para lidar com os problemas.

4. Por que Deus puniu Miriã e Arão?

Deus puniu Miriã e Arão por suas murmurações contra Moisés, mostrando que não tolera esse tipo de comportamento, especialmente entre aqueles que deveriam ser exemplos para os demais.

5. Como podemos evitar murmurações e contendas em nossas famílias?

Podemos evitar murmurações e contendas, buscando a humildade, a mansidão e a gratidão em todas as circunstâncias, seguindo o exemplo de Moisés e dos ensinamentos bíblicos.

Sobre

Categorias

Categorias

Extras

No Portal você encontrará Comentários da EBD, Resumo de Livros e Esboços para Sermões

Subsídios para EBD
Sermões Bíblicos
Resumo de Livros

Dicas de Leitura
Subsídio para Missão

Aprenda Mais

Copyright © 2023 CTEC Vida Cristã. Todos os direitos reservados.